Após as cirurgias de redução de estômago é comum recorrer-se a cirurgias plásticas para colmatar os efeitos que surgem nos meses seguintes.

As cirurgias bariátricas (redução de estômago) promovem enormes perdas de peso e de forma muito acelerada. Em termos de saúde em geral, é bastante positivo tendo em conta os malefícios do excesso de peso, porém, as consequências estéticas imediatas são igualmente acentuadas. A pele não acompanha a perda de gordura e pode verificar-se flacidez abdominal, dos braços e coxas, assim como seios descaídos.

Após as cirurgias bariátricas é comum recorrer-se a cirurgias plásticas como a abdominoplastia (lifting do abdómen), mamoplastia (com ou sem prótese de silicone), braquioplastia (lifting do braço) e/ou cruroplastias (lifting da coxa). Estas intervenções pretendem complementar o processo do utente para uma melhor qualidade de vida e autoestima.


Estas cirurgias estéticas devem ser consideradas 1 ano após a cirurgia bariátrica. Antes de qualquer intervenção, é importante proceder a uma avaliação rigorosa e completa do estado de saúde atual do utente, inclusive em termos nutricionais.